A MILITARIZAÇÃO DO MINISTÉRIO DA SAÚDE NO BRASIL: PASSOS RUMO AO RETROCESSO EM PLENA PANDEMIA

Palabras clave: Brasil, militarização, pandemias, saúde pública

Resumen

Em meio a pandemia de Covid-19, o Brasil passa por uma série de mudanças no Ministério da Saúde, gerando reações da sociedade, inclusive porque vieram acompanhadas de decisões sem base científica. Diante disso, esse ensaio apresenta uma reflexão sobre as implicações da militarização para a saúde pública. Primeiro, recupera-se as raízes da militarização, com ênfase para a história brasileira e o seu papel na dinâmica econômica. Resgata-se os recentes acontecimentos, com destaque para a nomeação de 25 militares. Por fim, argumenta-se que o processo de militarização viola a história e os princípios do Sistema Único de Saúde. Aponta-se um horizonte que demanda a articulação entre lutas por saúde e as lutas gerais dos trabalhadores, contra a ameaça da militarização.

Descargas

La descarga de datos todavía no está disponible.
Publicado
2020-12-22
Cómo citar
de Oliveira Souza, D. (2020). A MILITARIZAÇÃO DO MINISTÉRIO DA SAÚDE NO BRASIL: PASSOS RUMO AO RETROCESSO EM PLENA PANDEMIA. Revista Uruguaya De Ciencia Política, 29(2), 33-54. Recuperado a partir de http://rucp.cienciassociales.edu.uy/index.php/rucp/article/view/469